Entrevista com Fabiana Alves: diretora executiva do Rabobank no Brasil

Posted On By admin
Atualmente atuando na direção do Rabobank Rural, Fabiana Alves é engenheira agrônoma e também já foi produtora rural, ela contou para nossa equipe como foi a sua trajetória para alcançar a posição que ocupa nos dias de hoje.

QUAL A SUA RELAÇÃO COM O UNIVERSO AGRO? VEM DE FAMÍLIA DE PRODUTORES? 

Sou neta de um entusiasta criador de cavalos Mangalarga Marchador, e, na minha infância me divertia mais montando a cavalo do que brincando de boneca. Assim construí o sonho de ser agronôma.

 
COMO FOI A SUA TRAJETÓRIA PARA CHEGAR NA DIREÇÃO DO RABOBANK RURAL?

Minha trajetória começa na UFV – Universidade Federal de Viçosa,  onde formei em Engenharia Agronômica e foquei em produção animal. Pelos 8 primeiros anos da minha carreira tive a chance de atuar em um projeto de produção leiteira verticalizada. Experimentei a realidade da vida de produtor 7 dias por semana e a pluralidade de demandas que um empreendimento agrícola gera. As demandas por gestão me levaram a ingressar na FGV – Fundação Getúlio Vargas, para uma especialização em administração, que por sua vez despertou meu interesse pela indústria de processamento de alimentos. Tive a honra de fazer parte do time que fez a Sucos del Vale desabrochar no Brasil. Este ciclo amadureceu meu entendimento de gestão de processos e controles , possibilitando a minha posterior atuação em projetos de consultoria para empresas do agronegócio. Mas sentia que não havia chegado onde queria! Eu queria unir gestão de processos e pessoas com resultados. E queria fazer algo para contribuir com o Agronegócio Brasileiro. A oportunidade de um MBA na melhor escola agrícola americana, UCDavis, foi perfeita. Lá conheci o Rabobank e foi amor a primeira vista. Era isto! Um banco focado no agro com propósito, valores relevantes para mim e espaço para fazer a diferença!
 
Entrei no Rabobank há 9 anos atrás, com a responsabilidade de estruturar o departamento de consultoria em gestão, planejamento e governança para os clientes do banco. Trabalhei em diversos projetos que me deram grande conhecimento sobre o desafio, as dificuldades, os processos decisórios de nossos clientes, entre outras coisas. Minha experiência prévia em gestão se mostrou útil ao então diretor do banco, para quem eu respondia. Então, após estruturar a consultoria passei a ter também outra responsabilidade: auxiliá-lo na gestão comercial, na gestão da equipe e nos processos internos do banco. Tendo estudado Governança e Desenvolvimento organizacional me possibilitou também desenvolver habilidades de lideranca. No Rabobank encontrei espaço para crescer muito lateralmente antes de subir para posição de Diretoria. Acredito nesta proposta de testar limites das pessoas antes de dar autoridade… E assim fui sendo formada como sucessora, até que recebi o assento há 3 anos atrás.  

COMO VOCÊ ENXERGA O MERCADO CORPORATIVO PARA AS MULHERES?

O mercado corporativo para mulheres não é fácil e nem óbvio, dada a expectativa de dedicação. Mas hoje já se reconhece a importância e a contribuição das mulheres. Não é mais uma questão de consciência social. Mulheres tornam sim o ambiente corporativo menos árido, mais acolhedor, pela capacidade de se apaixonar pelo que fazem. Mas, sobretudo, a intuição feminina e a capacidade de lidar com múltiplos fatores, fazem significativa diferença no resultado e no envolvimento das pessoas. No time de 160 pessoas do Rural temos quase 50% de mulheres. Sendo o mercado financeiro e o agronegócio tradicionalmente ambientes masculinos, considero nossa formação uma vitória, sendo uma prova de que mulheres sabem trabalhar em time e fazem a diferença sim! 

O RABOBANK POSSUI AÇÕES VOLTADAS PARA A INCLUSÃO DE DIVERSIDADE NO AMBIENTE DE TRABALHO?

O banco se preocupa com a diversidade de maneira ampla. Nossas políticas e valores garantem igualdade de direitos e oportunidades a todos. Além de resultado, o importante aqui é trabalho em equipe, comprometimento e o alinhamento com nossos valores. Aqui todos tem que ter orgulho de servir nossos clientes e estes são requerimentos que as mulheres cumprem com facilidade!
 
Entrevista originalmente publicada na coluna Mulheres em Campo, para a Revista Agron de Outubro/2017.
Autora: Mariana Antunes – mariana@mulheresemcampo.com.br

3 thoughts on “Entrevista com Fabiana Alves: diretora executiva do Rabobank no Brasil”

  1. Fabiana,
    Parabéns pela dedicação o que a possibilitou a construção de uma brilhante carreira, ainda jovem.
    A participação da mulher na área bancária já vem se mostrando altamente positiva há alguns anos, mas você uniu esta area ao campo, tão carente de recursos e da presença feminina.

  2. Ela é um exemplo para muitas mulheres que estão na busca de uma carreira de sucesso
    Antes de tudo preparação e depois muita determinação para atingir os objetivos
    Para as mulheres não é e nunca será fácil, porém as boas escolhas ( a começar pelo parceiro ) são a chave para alcançar a realização.
    Parabéns a essa jovem senhora

  3. Referência de profissional, é determinada, encorajadora, mentora, envolvente, enfim, possuidora de muitos adjetivos positivos, parabéns Fabi por sua história de sucesso. Sinto orgulho de fazer parte do seu time.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Redes Sociais
Nossa História

Fundado em dezembro de 2015, o portal Mulheres em Campo é o primeiro site voltado ao desenvolvimento da mulher no agronegócio. Líder neste segmento há quase 3 anos, o portal vem conquistando espaço perante o setor agrícola e pecuário brasileiro. Atualmente conta com apoio de empresas de renome e é o único portal voltado para mulheres que realiza a cobertura do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio.