Mulheres vendem mais que os homens? Colunista e engenheira agrônoma Alessandra Decicino explana sobre o tema

Certa vez, durante uma conversa entre profissionais e amigos, fiquei intrigada com esta pergunta: será que no mercado comercial Agro, as mulheres vendem mais que os homens?

Relembrando o texto anterior, no qual abordei sobre as áreas com maior concentração de atuação profissional de agrônomas, citei como o setor comercial desponta com maior número de profissionais. Diante deste mercado com uma presença vasta de diversos tipos de profissionais, caracterizado como muito competitivo e comercialmente agressivo, a profissional precisa se destacar tecnicamente e comercialmente, desenvolvendo bom relacionamento e conduta profissional.

Foto: AWiA

Num primeiro contato,  no mercado, em minha opinião, observa-se preferência pelo profissional do sexo masculino, já que nitidamente eles são a maioria nas corporações. Assim, como por exemplo, nos laboratórios de análises, a maior parte do quadro de funcionários é do sexo feminino.

Numa análise mais embasada, vemos a mulher se destacando na comunicação, relacionamento, gestão de tempo e organização (por exemplo), que são competências essenciais na área comercial. Todas essas características têm feito a mulher se destacar na área comercial, inclusive, há oportunidades profissionais destinadas para agrônomas atuarem em mercados específicos. 

Proporcionalmente, a mulher vende tão bem quanto o homem, isso afirmo com propriedade, pois sou vendedora e atuei na área desde 2005.

Como não há dados e bibliografia para dimensionamento sobre o assunto neste setor e na categoria, a avaliação foi realmente analítica de mercado.

Para as profissionais que estão no campo, sejam elas agrônomas, médicas veterinárias, zootecnistas, entre outras profissões relacionadas ao agronegócio, sugiro que foquem em sua atuação e carreira com afinco e seriedade. As metas são atingidas, conquista-se desenvolvimento e superação profissional, mas acima disso, seu nome profissional será o principal diferencial no mercado, abrindo muitas portas e oportunidades. 

Grande abraço,
Alessandra Decicino

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *